Livros em altura de crise

Comprei o primeiro livro da guerra dos tronos de George R.R. Martin a 40% de desconto na Saida de Emergência, ou seja em vez de pagar 19 euros paguei 11 euros e pouco. Cada vez mais compensa comprar directamente na editora online. Mesmo os e-books na editora Leya que depois passo para o meu Kindle. O serviço é rápido e mais barato.

Já ando de olho no “Inverno do Mundo” de Ken Follett na editora Presença, mas ainda só está com 10% de desconto. 25 euros ainda é bastante dinheiro. Estou a aguardar pelo Natal, pode ser que baixe substancialmente.

Esta é uma boa forma de ajudar as editoras que nesta altura de crise agradecem.

Anúncios

Terceira temporada de Downton Abbey está a chegar

A terceira temporada de Downton Abbey começa dia 16 de setembro no Reino Unido, como anunciado pela ITV1 na página do facebook da série. Está quase a voltar a minha série preferida!

A BBC também lançou “Parade’s End” que se desenrola sensivelmente na mesma altura. Qual delas será a melhor? É pena que em Portugal os canais de TV não combatam entre si com este tipo de séries com qualidade.

Vale a pena pensar nisto…

Hoje toda a atenção está virada para a NASA que conseguiu fazer aterrar com sucesso em Marte o robô Curiosity. Apesar de achar que todo isto é muito importante para a Humanidade, lembro-me das palavras sábias de Saramago no seu discurso de aceitação do prémio Nobel, em 1998:  “Chega-se mais facilmente a Marte neste tempo do que ao nosso próprio semelhante”. Dá que pensar.

No reservations in Lisboa, by Anthony Bourdain

Neste quarto episódio da temporada 8 de “No reservations”, Anthony Bourdain fala sobre Lisboa, como ele a vê e sente. E não tem reservas em elogiar a capital de Portugal. Apesar de deixar muita coisa de fora, eu gostei. Principalmente porque mostra um Portugal moderno, apesar de ser cheio de História. E é interessante ele referir que nós somos pouco positivos e achar que não deveríamos de ser. Que devíamos ser como os brasileiros, que apesar de tudo, acham sempre que o melhor país do mundo é o Brasil…

Kindle

A ler a amostra de “Orgulho e preconceito” de Jane Austen. Estou rendida a esta nova tecnologia que é amiga do ambiente e torna a nossa bolsa muito mais leve. É pena não haver  muitos livros actuais em português. Qual é a vossa experiência com o kindle?

Bryan Adams em Portugal

Bryan Adams actuou no passado dia 15 de Dezembro, perante 20 mil pessoas no Pavilhão Atlântico, em Lisboa. Durante cerca de duas horas e meia, BA mostrou que apesar de fisicamente já não ser um jovem, como “rocker” é como o vinho do Porto: está cada vez melhor! Cantou, tocou, actuou cheio de energia, generoso com os seus companheiros de banda e com o público (mesmo com a Rita, a escolhida do público para cantar When you gone, que apesar de desafinada teve uma excelente atitude), declarando-se ao público português “um bocadinho do meu coração pertence-vos!”

Para mim, foi o melhor concerto que já assisti. Foi no que mais cantei, dancei e mais me entusiasmei. Foi 5 estrelas! 🙂

Só tenho uma coisa negativa a referir, mas está relaciona com a organização do pavilhão atlântico. Não deviam permitir que as espectadores fumassem dentro do recinto. É mesmo desagradável!

Para mais pormenores, ver aqui.