Um mundo sem fim

Terminei “Um mundo sem fim”. Gostei bastante, principalmente porque aborda a temática da peste negra, dos antepassados da minha profissão (e de como naquela altura já existia a rivalidadezinha entre médicos e enfermeiras, que eram os monges e as freiras respectivamente), e das guerras entre estratos sociais e de como se começaram a modificar com a peste negra. Neste aspecto Follett consegue sempre muito bem conjugar a história dos personagens com a História. Penso que seja um livro mais cru, contém mais violência e sexo que “os pilares da terra”, mas está contextualizado. O final desiludiu-me um pouco, pensava que a carta continha um segredo mais poderoso. Mas no seu conjunto, é um livro muito bom.

À semelhança dos pilares da terra, um mundo sem fim também vai ser adaptado a uma série televisiva, e segundo o blog de Ken Follett as filmagens começam este mês na Hungria (ver aqui). Aguardemos🙂

O próximo que se encontra na minha estante à espera é “O monte dos vendavais”, de Emily Bronte.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s